5 cuidados que você deve ter ao acessar uma rede VPN

Este conteúdo apareceu primeiro em : qnax.com.br

Talvez você nunca tenha ouvido falar, de maneira direta, em VPN (sigla para Virtual Private Network, que é uma Rede Privada Virtual). Mas saiba que sua rotina de internet e de navegação cruza com essa realidade frequentemente.

Na prática, o acesso ao Wi-Fi de uma loja, do shopping ou do aeroporto, tem tudo a ver com isso, como ficará mais claro adiante. Em termos técnicos, o que um VPN faz é, resumidamente, agir como uma espécie de firewall, ou seja, um ponto de rede.

Só que em vez se focar na parte de proteção do software ou mesmo do hardware, seu foco precisa ser o de manter a segurança dos dados enquanto eles trafegam pela rede, e não tanto a segurança do seu computador ou dispositivo de acesso.

A base dessa aplicação é a de mascarar o IP (Internet Protocol, ou Protocolo de Internet), que é algo como o RG ou CPF de um navegante, ou seja, o seu documento. Ao contrário do que se pensa, nem sempre esse tipo de ação envolve atividade hacker ou criminosa.

Seu objetivo é apenas facilitar o tráfego de dados de um ponto a outro da rede, isso tudo sem ficar desprotegido em relação a criminosos digitais. Ou ainda, em relação a áreas de privação e controle, sem ficar à mercê da vigilância ali constituída.

Esta é uma das razões por que as VPNs são tão utilizadas por empresas. Afinal, pode haver alguém mais interessado em garantir que seus dados e informações mais sigilosas fiquem livres de intrusos e pessoas mal intencionadas?

Hoje em dia, graças a esse avanço, há modos de conectar-se até em redes públicas, garantindo a segurança no acesso, no tráfego e na transmissão de dados protegidos. 

Como a criptografia é o básico da VPN, mesmo que uma informação fosse interceptada, ela seria inacessível.

Mas não pense que elas servem apenas para grandes empresas ou pessoas jurídicas. Na verdade, há várias razões para um usuário individual desfrutar dos benefícios e vantagens desse recurso de conexão.

Alguns profissionais liberais podem precisar acessar determinadas plataformas como se estivessem residindo em outros países e, para isso, podem utilizar o provedor de VPN, que substitui seu IP. Os provedores mais famosos e aplicados no Brasil são:

  • NordVPN;
  • Surf Shark;
  • ProXPN;
  • TorVPN;
  • TorGuard;
  • WiTopia;
  • Entre outros.

Em outros casos, há países cujo regime político bloqueia o acesso a certas redes sociais ou canais de mídia. Caso a pessoa queira acessar esse tipo de portal, por razões jornalísticas, por exemplo, poderá aplicar a mesma regra.

Porém, quais são as vantagens e os riscos implicados nisso? Para saber, siga adiante.

1. A conexão VPN na prática

Seja para usar criptografia avançada em sua conexão corporativa ou para furar bloqueios, o mais indicado é procurar um serviço de VPN com servidores instalados no país de finalidade.

Assim, seja para pesquisar um assunto de opinião política ou um serviço como etiquetas auto adesivas personalizadas, você vai usar um serviço de VPN com os famosos “pontos de saída” encontrados no país em que aquele site está hospedado.

Um cuidado essencial é que, para rodar esse recurso, as empresas trabalhem diretamente com seu servidor. Afinal, é por meio dele que o ponto de acesso poderá trafegar pela rede interna, podendo lidar com os dados e arquivos de que precisa.

No caso da pessoa física, os cuidados implicam a instalação de um software seguro. É por meio desse programa do seu recurso de VPN que você vai fazer a conexão. Lembrando que ele varia conforme a aplicação ou região em que você estiver navegando.

Assim, no caso da empresa, a rede vai funcionar como uma central de monitoramento cftv, que são os Circuitos Fechados de Televisão. Porém, em vez de câmeras integradas sob regime de IP, a interconexão vai se dar entre dispositivos de acesso.

No caso do usuário comum, ele vai acessar a internet normalmente, e só depois iniciar o software da conexão com o servidor VPN.

2. Quais são os riscos e inimigos?

Quem nunca precisou fazer uma transação bancária às pressas, usando o Wi-Fi de uma praça de alimentação, por exemplo?

Às vezes, só precisamos pagar uma conta que está em cima do prazo de vencimento, como a matrícula da escola particular fundamental, ou um boleto qualquer. Mas, e se você precisa fazer esse tipo de operação constantemente?

Então, soluções de VPN podem ser uma excelente alternativa. Esse recurso é conhecido como “Solução de VPN Doméstica”, já que ela pode funcionar com base no roteador da internet comum da sua casa ou empresa.

Noutros cenários, é possível pagar por serviços a pacotes de VPN. Como eles são customizáveis, não é difícil você começar a defender sua privacidade e a segurança dos seus dados com ofertas mais atraentes.

Além disso, você começa a discutir a velocidade de acesso e outros benefícios. Às vezes você gasta menos e desfruta de instalações melhores, que contem com algo como um cabeamento furukawa, que é um projeto de cabeamento padronizado e eficiente.

É válido lembrar que serviços gratuitos sempre são atraentes, e quase sempre vantajosos. Mas é preciso pesquisar bem antes, pois nada impede que a provedora esteja simplesmente tentando recorrer a práticas duvidosas, como o desvio de dados.

3. Serviços gratuitos e redes Wi-Fi

Também assim, se é preciso tomar cuidado com serviços gratuitos de VPN, seja por limitação técnica do provedor, ou por questões de idoneidade e segurança, os riscos de utilizar um Wi-Fi aberto, como citado no início, também existirão.

Aprofundando o exemplo dado acima, de quando você vai fazer uma transação simples e rápida, como pagar um motoboy pequenas encomendas, saiba que o problema não se dá tanto em função da provedora do sinal, como um shopping ou loja.

Trata-se do fato de que a conexão é aberta e facilita desvios de dados. Além do mais, é justamente nesse tipo de recurso rotineiro que nos desprevenimos e ficamos vulneráveis. Por isso, pessoas mal intencionadas se concentram nesses locais.

Os ataques mais famosos são os que ficaram conhecidos como “man in the middle”, ou seja, “homem no meio”, conceito que remete à ideia de um intruso.

Esse intruso se torna um verdadeiro espião, podendo rastrear uma pesquisa simples, como uma cotação que você está fazendo sobre iphone tela quebrada conserto, sem fornecer nenhum dado bancário, ou algo mais sério.

No segundo cenário, não se trata apenas de contas bancárias, mas também da intercepção de usuários/senhas de acesso a e-mails, plataformas e até marketplaces. Por isso mesmo, todo cuidado é pouco.

4. A questão do suporte dedicado

Como vimos, o uso de VPN traz várias vantagens, algumas delas incontornáveis para certos usos da internet. Então não se trata de desaconselhar o seu uso, mas justamente de tornar a aplicação mais segura e eficiente.

Outro cuidado fundamental além dos já mencionados gira em torno do suporte que a prestadora vai dar para seus assinantes. O que já responde uma das dúvidas mais comuns dessa área: quais dispositivos podem acessar esse tipo de conexão?

Hoje em dia, há soluções para desktops e servidores, que podem funcionar em grandes pátios de TI ou discretamente em uma sala de reunião para alugar, da mesma forma que para smartphones e tablets, pensando na pessoa física e em usuários comuns.

Nos dois casos, o grande cuidado a tomar é conferir os serviços que o suporte dedicado promove, sendo os mais importantes:

  • Renome e forte referência no mercado;
  • Um time qualificado no desenvolvimento de TI;
  • Console centralizado de gestão da segurança;
  • Processo seguro de chaves de criptografia;
  • Criptografia simétrica sempre que possível;
  • DDNS: IPs dinâmicos com gestão embutida;
  • Praticidade e automação, como de reconexão;
  • Monitoramento das ações indevidas;
  • Entre outros.

Esses cuidados vão garantir não apenas a segurança dos seus dados, mas também a disponibilidade do serviço prestado. Afinal, a internet pode ser utilizada para várias situações emergenciais e insubstituíveis, então é preciso constância.

5. Bônus: como verificar brechas

Algumas das dicas dadas acima podem soar um pouco técnicas, mas com o tempo, qualquer um pode buscar orientação nesse meio e se tornar mais fluente.

Além disso, existe um recurso que você pode utilizar mesmo antes de compreender mais a fundo o assunto.

Pense assim: ninguém precisa ser especialista em segurança para saber se uma pessoa está entrando num prédio com a devida identificação no porta crachá vertical transparente, ou se ela é visitante e ainda não tem identificação, certo?

Já para compreender se uma identificação é verdadeira ou falsa, provavelmente você precisaria ter alguma formação na área de segurança e defesa. No universo da VPN, isso pode ser substituído por sites que operam testes de intrusão.

Alguns trazem com ferramentas mais completas, outros fazem verificações primárias.

Assim, você obtém uma visão ampla das eventuais vulnerabilidades da rede que pretende utilizar. Com isso, vimos as principais dicas para quem procura se orientar nesse universo incrível de conexão, acesso e tráfego digital.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

The post 5 cuidados que você deve ter ao acessar uma rede VPN appeared first on Especialista em Servidor Dedicado com Implementações Personalizadas .

5 cuidados que você deve ter ao acessar uma rede VPN posted first on your-t1-blog-url

Por que o sistema de armazenamento em nuvem é indispensável para uma empresa?

Este conteúdo apareceu primeiro em : qnax.com.br

O armazenamento em nuvem é um avanço tecnológico que economiza infraestrutura para o arquivamento de dados, algo muito vantajoso e prático para muitas organizações.

Essa operação, inclusive, tornou-se muito mais eficiente e segura depois desse avanço, pois trabalha com sistemas confiáveis.

Por conta disso, tem se popularizado cada vez mais e dispensado preocupações com manutenção, espaço físico e energia elétrica.

Trata-se de um processo prático e simples, mas que também requer alguns cuidados. Mesmo assim, é incomparavelmente melhor do que os métodos usados antigamente.

A nuvem permite o armazenamento e a transferência de dados pela internet, dessa forma, qualquer pessoa que possua acesso pode ter essas informações em mãos rapidamente, de qualquer lugar e a qualquer momento.

Trata-se de um sistema que se molda às necessidades de cada organização e é independente de outros aplicativos.

Para usar essa solução, as organizações podem optar entre armazenamento público, privado e híbrido. Seja qual for a escolha da empresa, ela sempre terá em mãos o melhor e mais prático sistema de armazenagem.

Neste artigo, vamos falar sobre os cuidados necessário ao adotar o armazenamento em nuvem, porquê ele se tornou tendência e as vantagens.

Cuidados ao adotar armazenamento em nuvem

Apesar de estarmos falando de um serviço que oferece máxima proteção no armazenamento de dados, é preciso tomar alguns cuidados, como:

1.    Criar uma senha forte

A senha é importante para proteger o conteúdo armazenado e merece atenção. Uma dica é não apostar na mesma senha para outros sistemas usados dentro da empresa.

O colaborador de uma fabricante de impressora de banner roland, por exemplo, deve pensar em uma senha complexa que inclua letras, números e caracteres.

Maiúsculas e minúsculas também são uma boa dica, além de termos e expressões que só você conheça. Um bom exemplo de senha seria: “@ssesso1a.840”.

2.    Fazer revisão periódica dos dados

Quando há espaço suficiente, mandamos arquivos sem nenhuma preocupação quanto ao limite de dados. Dessa forma, dezenas de documentos vão sendo salvos, e permanecem lá mesmo quando não têm mais utilidade.

No entanto, muitos possuem caráter pessoal e confidencial, então deixá-los lá pode ser perigoso. Sem as devidas medidas de segurança, uma conta pode ser invadida e uma pessoa estranha ter acesso a todos esses dados.

Fazer limpezas frequentes nos arquivos, manter as pastas organizadas e excluir o que não serve mais também são boas práticas de segurança.

3.    Usar autenticação em duas etapas

O responsável pela logística de uma transportadora pequenas cargas pode usar a verificação em duas etapas, um recurso que somente as melhores empresas de armazenamento em nuvem oferecem.

Para utilizá-lo, basta cadastrar um celular ou e-mail para o qual o sistema enviará um código de confirmação, toda vez que houver acesso.

Dessa forma, mesmo que um invasor ou uma pessoa não autorizada descubra a sua senha, só poderá acessar o que está armazenado, pois dependerá do código de verificação.

4.    Criptografar as informações

A criptografia torna as informações dos arquivos armazenados ilegíveis para quem não possui a senha para descriptografá-las.

Muitas empresas oferecem essa função, mas ela também pode ser obtida com ferramentas de terceiros. É uma maneira de obter uma cobertura extra de proteção para transferir os documentos.

É preciso cadastrar uma segunda senha para usar essa funcionalidade, além de levar em conta que o processo de encriptação pode levar um tempo, a depender do volume de dados armazenados.

Mesmo assim, é uma opção que fortalece a proteção de todos os arquivos que a empresa, como uma de entrega expressa moto, tiver armazenado.

5.    Escolher um serviço confiável

Antes de contratar qualquer empresa que forneça esse serviço, é necessário verificar sua confiabilidade. Pedir recomendações de outras pessoas é uma boa saída, além de investigar se já houve casos de ataque nos softwares oferecidos por elas.

Avalie todos os planos disponíveis e os recursos oferecidos, como verificação em duas etapas. Não se esqueça de analisar o quanto a segurança das informações armazenadas é prioridade para a empresa.

Por exemplo, verifique se no site da candidata há um certificado de segurança. Para identificá-lo, procure por um cadeado na barra do navegador.

Por que o armazenamento em nuvem é uma tendência?

Esse tipo de armazenamento se tornou tendência não apenas por ser um avanço da tecnologia, mas também por outras questões.

Os fornecedores desse serviço seguem rigorosas normas de segurança da informação, estas que protegem seus data centers de invasões e outros riscos.

Eles também fazem backups constantes para evitar acidentes e falhas nos equipamentos. Apesar de todos esses cuidados, os usuários desse serviço também precisam fazer a sua parte, conforme as dicas que demos anteriormente.

Toda medida de segurança, tanto em relação ao cabeamento industrial quanto aos sistemas usados pela organização, deve se tornar um hábito.

Dentro do ambiente corporativo, isso é ainda mais importante, pois um pequeno vazamento de dados pode significar grandes perdas, como diminuição da competitividade e da credibilidade, prejudicando até mesmo as estratégias de venda.

Vantagens do armazenamento em nuvem

Existem muitas vantagens trazidas por esse tipo de serviço para todas as organizações que o utilizam. E dentre elas estão:

  • Mais segurança;
  • Fácil compartilhamento de arquivos;
  • Fácil acesso;
  • Diminuição de erros;
  • Economia.

Algumas empresas ainda preferem armazenar seus arquivos em servidores locais, principalmente, por acharem que isso garante mais segurança às informações.

No entanto, dentro do âmbito tecnológico, a segurança das informações está relacionada a outros fatores. No caso de armazenamento local, uma simples falha pode trazer diversos problemas, colocando em risco a integridade das informações.

Mesmo que sejam feitos vários backups, eles serão armazenados localmente e correrão os mesmo riscos.

Isso significa que as empresa de segurança para festas e outras organizações que usarem o cloud computing estarão mais seguras, pois as empresas que oferecem esse serviço também seguem rigorosos padrões de segurança.

As invasões e ataques a esse sistema são muito menores do que as que ameaçam os computadores, além disso, os gastos com uma equipe especializada que faça manutenções na rede inexistem.

Com relação ao compartilhamento de arquivos, precisamos nos lembrar de que dentro das corporações a divisão do trabalho é feita entre departamentos, como marketing, RH, etc.

Para que a empresa funcione bem, ela precisa compartilhar todas as informações entre seus setores. Pelo fato de o acesso ser facilitado, o compartilhamento de informações é muito mais rápido, o que agiliza, também, a execução das tarefas.

Os sistemas usados para esse tipo de armazenamento também podem ser acessados por meio dos dispositivos móveis.

Hoje em dia, esses aparelhos fazem toda a diferença, porque permitem o acesso às informações na palma da mão.

O gestor de uma gráfica de plotagem A2 pode acessar dados referentes a pedidos de clientes, pautas de reuniões e outros dados de seu smartphone ou tablet, sem precisar estar na empresa ou com seu notebook.

Se ele precisar mandar um arquivo para um colaborador, pode fazer isso usando ainda outros recursos, como e-mails e aplicativos de mensagem.

Essa facilidade valoriza muito o sistema, uma vez que ele não fica restrito apenas ao uso nos desktops. Para as organizações, como uma fabricante de moleskine capa mole, é mais uma facilidade para a sua rotina.

As empresas que oferecem o armazenamento em nuvem são as únicas responsáveis por fazer a manutenção. As corporações passam a ter acesso, por menores que sejam, a uma qualidade maior no gerenciamento de dados, além de mais segurança.

Tudo isso diminui as chances de erro, o que traz mais confiança para a integridade dos arquivos. Se houver alguma falha, os documentos são preservados, uma vez que os backups são feitos automaticamente.

Por fim, o armazenamento em nuvem é muito mais econômico, pois investir na própria estrutura para fazer esse trabalho envolve gastos muitas vezes inacessíveis.

Uma fabricante de talão para sorteio, por exemplo, poderá poupar uma quantia que servirá como investimento para outros processos, além de poder se concentrar melhor em seu core business.

Conclusão

Toda organização, independentemente de seu mercado de atuação, lida diariamente com informações e documentos importantes para seu trabalho e seu crescimento.

Desde processos internos até dados de colaboradores, tudo precisa ser devidamente armazenado com segurança, para que nenhuma informação confidencial chegue nas mãos de pessoas erradas.

Existem duas opções para isso, sendo o armazenamento local, que despende gasto e infraestrutura; e o armazenamento em nuvem, que depende apenas de uma boa empresa.

A segunda opção tem sido a escolha da maioria, pois além de ser mais segura, ainda conta com todo o respaldo de uma equipe profissional e que considera a segurança das suas informações uma prioridade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

The post Por que o sistema de armazenamento em nuvem é indispensável para uma empresa? appeared first on Especialista em Servidor Dedicado com Implementações Personalizadas .

Por que o sistema de armazenamento em nuvem é indispensável para uma empresa? posted first on your-t1-blog-url

Comércio on-line e entregas: tire suas principais dúvidas

Este conteúdo apareceu primeiro em : qnax.com.br

Entenda como funciona o processo de compra on-line: da aquisição do produto até a entrega.

NoteBook em cima da mesa

Hoje em dia, fazer compras pela internet já se tornou algo comum para a maioria das pessoas, afinal, além de ser simples, é bem mais prático do que se deslocar até uma loja física. 

No entanto, ainda há quem tenha receios e dúvidas sobre comprar à distância. Se você é uma dessas pessoas, confira, abaixo, as respostas dos seus principais questionamentos sobre o funcionamento do e-commerce.

Como funciona a entrega de uma compra on-line?

O processo de entrega de uma compra virtual é dividido em quatro etapas principais:

  • notificação;
  • coleta;
  • roteirização,
  • entrega.

Notificação

Na notificação, a loja virtual é avisada que uma nova compra foi realizada. A partir da confirmação do pagamento, o pedido é separado e embalado para ser enviado.

Nesta etapa, também é feita a validação do endereço de envio, a emissão da nota fiscal, a confirmação da disponibilidade do produto em estoque, a definição da empresa de transporte e a classificação do pedido.

A classificação leva em conta o peso do produto já embalado, a data da compra, o local de entrega e outros pontos importantes.

Coleta

A etapa de coleta fica a cargo da empresa transportadora, responsável pela entrega que, literalmente, coleta o pedido na base da loja virtual.

Esse processo é registrado por meio de documentos, para que a loja tenha controle sobre a entrega do produto.

Ademais, vale a pena ressaltar que o prazo de entrega disposto no site começa a valer a partir da coleta.

Roteirização

A roteirização é uma etapa muito importante da entrega e que faz total diferença para a empresa.

Nela, os pedidos são classificados com base em seu endereço de entrega, para que os envios sejam feitos para localizações próximas umas das outras, no mesmo período.

Assim, a loja poupa recursos, pois evita que o entregador precise ir e voltar para o mesmo lugar várias vezes.

Entrega

Por fim, é feita a tão esperada entrega. Nela, o cliente recebe o produto comprado pelo site em sua casa.

Normalmente, é preciso assinar um papel para confirmar o recebimento e, em alguns casos, o número de um documento também pode ser solicitado.

Esse processo também faz parte do controle da loja, para que ela saiba se a empresa de transportes está cumprindo os prazos.

Quais são as modalidades de entrega do e-commerce?

Em geral, as lojas virtuais disponibilizam duas opções de entrega para seus clientes: feita por transportadoras ou pelos Correios.

A escolha da empresa de transporte varia de acordo com vários fatores, sobretudo, o valor, já que cada uma delas cobra preços diferentes.

No entanto, independente disso, a base de cálculo do custo do frete é composta por: opção de envio, CEP da entrega, peso e tamanho do produto.

Naturalmente, entregas mais rápidas são mais caras, assim como localidades afastadas do endereço físico da loja e produtos mais pesados.

Correios

Quando a entrega é realizada via Correios, a empresa tem duas alternativas: fazer um contrato com a agência ou pagar valores individuais para cada produto enviado. 

Caso a loja opte pelo contrato, o pagamento é mensal, e há descontos no envio. Do contrário, as taxas são pagas no momento do despacho, e o valor pago é cheio, sem nenhum tipo de desconto.

Quando o valor do frete não é repassado ao cliente, ainda assim, está embutido na compra. Portanto, pode-se dizer que é mais vantajoso para o consumidor que a loja faça esse contrato.

Transportadoras 

Ao optar pelas transportadoras, o contrato é obrigatório. Já os prazos e as formas de pagamento são combinados entre a loja e a transportadora escolhida, pois cada um dos prestadores desse tipo de serviço possui valores e processos internos, particulares e distintos.

Ainda, há sites que repassam as duas opções para o cliente, permitindo que ele escolha a que mais lhe agrada de acordo com os prazos e os preços cobrados.

The post Comércio on-line e entregas: tire suas principais dúvidas appeared first on Especialista em Servidor Dedicado com Implementações Personalizadas | Qnax.

Comércio on-line e entregas: tire suas principais dúvidas posted first on your-t1-blog-url

Como empreender usando as 5 principais redes sociais

Este conteúdo apareceu primeiro em : qnax.com.br

Provavelmente você já deve ter acompanhado nas mídias o quanto os brasileiros são ligados às redes sociais.

Talvez você até seja uma dessas pessoas que passam bastante tempo olhando postagens, fotos, vídeos e fazendo buscas de compras, produtos, marcas e serviços através das redes sociais.

Ou talvez você seja um empreendedor querendo saber mais sobre a utilização das redes sociais e sua relação com o marketing digital para aplicações em sua empresa.

É interessante conhecer as redes sociais mais populares e utilizadas, as que possuem o maior número de usuários porque você como um empreendedor pode tornar seu negócio ativo nessas redes e reverter seus seguidores para que se tornem potenciais clientes.

E você pode facilmente comprar seguidores no Instagram, umas das redes mais utilizadas por empreendedores brasileiros em ter destaque da sua empresa com autoridade e credibilidade promovendo um maior engajamento entre os usuários.  

Este artigo busca trazer as 5 redes sociais mais utilizadas por nós brasileiros, seja por buscas de marcas, empresas, negócios, distração e ou lazer em busca de empreender.

As redes sociais mais utilizadas no Brasil e seus benefícios

A lista quando comparada mundialmente perde alguns rankings de posicionamento e ordem, além disso no Brasil existem redes sociais distintas, nosso foco neste artigo é nacional, com intuito de proporcionar um bom relacionamento com o público através do marketing digital e os benefícios da utilização das redes.

Antes de continuar lendo, se você quer aumentar suas vendas e ter uma melhor estratégia de marketing promovendo seu negócio online, aconselho comprar seguidores reais.

Alguns benefícios da utilização das redes sociais são:

  • Compartilhar a visão da empresa com os usuários.
  • Interagir com o cliente de forma direta.
  • Possibilidade de segmentar o público.
  • Informação em tempo real sobre seus serviços e informações de produtos.
  • Mensuração de resultados, aumento das vendas.

Redes sociais, marketing digital e números

As redes Sociais mais usadas

Uma média diária de 3:34h online em redes sociais, é o tempo gasto em horas em que o Brasil prevaleceu em segundo lugar no ranking de tempo nesse tipo de plataforma.

Segundo pesquisas, os números comprovam que é realmente dessa forma que vem acontecendo o crescimento das redes sociais e a interação com as vendas por meio delas. 

A tendência é que haja uma continuidade, dados comprovam que no último ano foram cerca de 10 milhões de novos usuários em redes sociais, com um aumento significativo de quase dez por cento em relação a anos anteriores. 

Diante de tal crescimento, o marketing digital acompanha a evolução das redes sociais entre os usuários e empresas e descreve que as redes sociais são importantes canais para atingir um público, e na identificação de onde está focada a audiência e utilizá-la a favor das marcas. 

Estratégia de marketing digital 

Se você tem dedicado pouca ou nenhuma atenção para esta grande estratégia de marketing acredito que seja válido repensar suas ações para benefício do seu negócio.

Falando numericamente para uma melhor compreensão, em todo o mundo são cerca de 3,4 bilhões de usuários ativos nas redes sociais.

Segundo as pesquisas, em média cada um deles vem gastando por dia 116 minutos de interação nesses canais.

Apenas o Facebook e o WhatsApp sozinhos, os usuários interagem trocando cerca de 60 bilhões de mensagens todos os dias. 

Na população brasileira, são 58% da população em ao menos um perfil dessas redes. 

Ou seja, todos esses números estão correlacionados a presença de marcas e empresas nas redes sociais mais utilizadas no Brasil e muito provavelmente onde o seu público se encontra.

As redes sociais estão para os usuários para promover uma interação através da audiência, construir uma imagem positiva e reforçando a autoridade em cada segmento que as empresas atuam. 

Você pode conferir até o final deste artigo as redes mais utilizadas e após buscar construir estratégias de marketing digital nas redes para enquadrar sua empresa, negócio e consequentemente aumentar as suas vendas, afinal este é o objetivo da visibilidade nas redes. 

Quais são as 5 redes sociais mais utilizadas no Brasil 

  1. Youtube
  2. Facebook
  3. WhatsApp
  4. Instagram
  5. Facebook Messenger

Youtube

O Youtube é a rede social mais utilizada entre os brasileiros e a que possui maior destaque, sendo focada em vídeos. 

Uma tendência contínua para os próximos anos, visto que o maior tráfego se dá com vídeos na internet. 

Você pode ter pensado rápido diante dessas informações que se o Youtube é a rede mais utilizada e a que mais gera tráfego, ter um canal no Youtube aumenta a exposição da sua marca e consequentemente a visibilidade.

Vale ressaltar a chamativa que não é necessário ter uma conta cadastrada para assistir os vídeos, pois a plataforma tem o intuito de ser utilizada para a diversão entre os usuários, exibição de programas, músicas, clipes e também um buscador de informações.

Agora você deve ter se questionado, onde entra o marketing digital no Youtube, explico que cerca de 60% dos consumidores tomam decisão de compra após assistir a um vídeo sobre o produto.

Compreenda a grande oportunidade que este canal oferece em divulgação do seu produto, atrair clientes e construir relações.

Facebook

O Facebook não está mais entre os postos relevantes no Brasil, porém ainda ocupa a segunda posição das redes sociais mais utilizadas por nós brasileiros. 

Lá fora, é a mais utilizada pela população mundial com mais de 2,2 bilhões de contas ativas, 130 milhões delas brasileiras.

O Brasil se enquadra como o terceiro principal usuário da rede social, junto a Indonésia e atrás da Índia e Estados Unidos. 

É uma rede social eclética e abrangente com muitas funcionalidades no mesmo ambiente.

Ela pode ser utilizada tanto para gerar negócios, quanto para conhecer pessoas, relacionar- se com amigos, família, busca de informações e encontrar empresas ativas na rede. 

É por isso que, para empresas que investem em marketing digital é praticamente impossível não ser ativo no Facebook.

WhatsApp

Esta  é a rede social de mensagens imediatas mais utilizada e popular entre os brasileiros: praticamente todas as pessoas que têm um celular também tem WhatsApp instalado.

A utilização é tão comum que algumas operadoras permitem o uso ilimitado do aplicativo, sem creditar do consumo do pacote de dados.

Por isso, para muita gente a informação chega através dele.

Segundo pesquisas 89% dos internautas brasileiros estão ativos no WhatsApp.

Instagram

Foi uma das primeiras redes sociais com exclusividade para ter acesso por celular, hoje já pode ser utilizada a visualização através de computador mas, seu formato prevalece sendo a utilização por dispositivos móveis.

Você pode comprar seguidores no Instagram aumentando sua credibilidade e afirmação de marca perante os usuários e possíveis novos clientes.

Desde 2012, sofreu diversas alterações, quando foi comprado pela rede Facebook, hoje você pode postar fotos, vídeos, stories e outras ferramentas que a rede disponibiliza.

Stories são um destaque fundamental na inovação do aplicativo, são diversos formatos de postagens pela ferramenta como perguntas, enquetes, vídeos curtos, vídeos sequenciados, uso de animação.

Em 2018, houve o lançamento da ferramenta IGTV, e em 2019, uma atualização com o Instagram Cenas onde o usuário pode postar vídeos de 15 segundos, com música, áudios, legendas e outros. 

Ter uma conta ativa no Instagram é uma excelente oportunidade para divulgar  sua marca, seus conteúdos, serviços, de uma forma bem visual e com a possibilidade de atrair novos clientes e seguidores. 

Por falar em seguidores, aconselho ir comprando seguidores para ter um maior engajamento no seu negócio e uma maior visibilidade na propagação de sua marca entre os usuários.

Facebook Messenger

É uma ferramenta de mensagens imediatas do Facebook, bastante utilizada por empresas, incorporada  ao Facebook em 2011 e separada da plataforma em 2016, onde pode ser utilizada sem necessariamente acessar o facebook. 

Com essa separação dos aplicativos tornou-se obrigatoriedade possuir o aplicativo instalado para visualização das mensagens via smartphones.

Além de um app de mensagens, o Messenger também tem uma função de stories exclusiva.

Para empresas, possui diversos recursos interessantes, como bots e respostas inteligentes automáticas.

Espero que tenha ajudado

Após a leitura deste artigo, é ideal que você usuário ou empreendedor questione-se em quais redes sociais mais usadas pelos brasileiros a sua empresa está presente ativamente. 

É de fato, muito importante definir estratégias para que em quais das redes sua empresa deva estar presente, além disso ativamente, de forma eficiente fazendo seu negócio expandir em visibilidade e consequentemente em vendas para o maior número de seguidores e clientes possível.

The post Como empreender usando as 5 principais redes sociais appeared first on Especialista em Servidor Dedicado com Implementações Personalizadas | Qnax.

Como empreender usando as 5 principais redes sociais posted first on your-t1-blog-url

Cloud vs Servidor Local – Onde Você Deve Armazenar Seus Dados?

Este conteúdo apareceu primeiro em : qnax.com.br

Como cientistas, os dados são a ferramenta mais valiosa que temos na nossa pesquisa. Os bons dados permitem-nos avançar em nossa carreira e maus dados podem rapidamente pôr um fim a isto. Numa altura em que questões como a integridade dos dados, qualidade dos dados e acesso aberto aos dados estão a tornar-se mais populares, à medida que escrevemos este artigo para garantir que pode tomar a decisão quando se trata de armazenar os seus dados científicos.

Todos falam sobre freqüência, gerenciamento e proteção de dados, mas onde colocar os dados em si? Bem, aqui podemos dar-lhe uma ideia dos prós e contras de usar um Cloud em frente a um Servidor Local para armazenar os seus dados científicos.

Cloud vs Servidores Locais – Onde você deve armazenar seus dados?

  • Servidores na nuvem e no local
  • Prós e contras dos clouds
  • Prós e contras do servidor local
  • Arquivos de Empresa

Nuvens e servidores locais?

Uma digitalização constante do ecossistema da Empresa resulta em um enorme aumento na geração de dados digitais. Esses dados, quer sejam dados brutos ou no centro de dados do notebook, devem ser armazenados com segurança em algum lugar e há duas opções: servidores clouds ou locais.

Uma nuvem é um tipo de servidor, que é remoto (geralmente no centro de dados), o que significa que ele é acessado pela Internet. Você está alugando o espaço do servidor em vez de ser dono do servidor. Um servidor local (regular) é o que você compra e possui fisicamente, assim como você tem no site com você.

Prós e contras do Cloud

Você já está usando várias ferramentas em nuvem (nuvem), incluindo provedores de e-mail (Gmail, Outlook, etc…), software de armazenamento / backup (iCloud, Dropbox, Box, etc…) e todas as plataformas de redes sociais nas quais você pode ter uma conta.

Pró

  • Manutenção e atualizações
  • Fácil ajuste do espaço de armazenamento
  • Dados armazenados remotamente
  • Acessível onde quer que o acesso à Internet esteja disponível
  • A primeira vantagem de usar uma nuvem é que o provedor da nuvem lida com toda a manutenção e atualizações. Isso significa que você tem uma coisa a menos com que se preocupar. Também é fácil aumentar ou diminuir a quantidade de espaço na nuvem. Portanto, você está apenas pagando a quantidade que você precisa.

Os dados também são armazenados remotamente e nunca são armazenados no seu computador, o que significa que você não está ocupando espaço desnecessariamente. Se houver problemas técnicos no site, seus dados estarão seguros na nuvem. Uma última vantagem é que você pode acessar os dados armazenados na nuvem de onde há uma conexão com a Internet.

Contra

  • Os dados não podem ser acessados ​​sem a Internet
  • Transferência de dados a partir da nuvem (nuvem)
  • Do outro lado do acesso à Internet, um esquema pode ser que, se a sua ligação à Internet não for muito forte, pode ter dificuldade em acessar aos dados. No entanto, com algum software, você ainda pode acessar seus dados offline. Mas você não pode editar os dados offline ou você pode editar os dados e então eles serão sincronizados mais tarde. Você também deve verificar como seria fácil transferir dados para outro local se você parar de usar o cloud.

Prós e contras do Servidor Local

No seu grupo de pesquisa, departamento ou instituto, você já pode ter um servidor local available. Em vez de armazenar os dados do microscópio no seu microscópio de computador, você está transferindo-os para outro dispositivo de armazenamento, para que você possa acessar-los de outros computadores e também certificar-se de que o seu microscópio de computador não está cheio de dados dentro de 1 dia.

Pró

  • Velocidade de Download / UPload
  • Verificação da configuração do sistema
  • Segurança
  • A primeira vantagem de usar um servidor local é a velocidade. A velocidade se à velocidade com que você pode mover / transferir dados para o servidor. Você também tem controle total sobre a configuração do sistema, para garantir que você atenda exatamente às suas necessidades.

O controle também se estende aos backups e tudo mais que tem a ver com os dados, pois você é completamente o proprietário do servidor. Também pode parecer mais seguro ter um servidor local instalado, pois só você e o seu computador podem acessar a ele fisicamente e digitalmente.

Contra

  • Instalação de hardware caro
  • Irá precisar de manutenção.
  • A tarefa principal de instalar um servidor local é instalá-lo e depois-lo. Às vezes o hardware pode ser caro e, em caso de problemas, você precisa consertar os problemas. Contudo, é claro, é aqui que uma equipa de TI viria para salvar o dia!

Aqui na Qnax, temos a opção de usar um servidor em nuvem ou instalado localmente. Primeiro, tanto com a nuvem como com o servidor no local, tecnologia de segurança web de última geração para proteger seus dados.

Nuvem

  • 70 GB de espaço de armazenamento
  • Comunicação encriptada
  • Backups regulares
  • Dois locais de armazenamento
  • Especialmente para nuvem, você terá 300 GB de armazenamento por pessoa no seu computador. A comunicação é criptografada entre o dispositivo e a nuvem de massas do laboratório. Backup noturno dos seus dados, que é armazenado em dois locais, um dos quais não é divulgado. Este backup e armazenamento redundante ajuda a garantir a segurança dos dados.

Servidor Local

  • Espaço ilimitado
  • Protecção de dados e comunicações
  • Atualizações remotas

Servidores Cloud Computing

Os planos de nuvem em nuvem o conceito de cluster, que é o balanceamento de carga entre vários hardwares físicos a fim de otimizar a utilização de recursos, maximizar o desempenho, minimizar o tempo de resposta e evitar sobrecarga. Esses servidores ao serem unidos esses formam uma núvem (nuvem) de recursos, que possibilita o balanceamento de carga, em vez de um único componente, aumentou a confiabilidade através da redundância.

Quer saber mais em um Guia completo de como escolher e como acessar um Cloud Qnax?, clique aqui

The post Cloud vs Servidor Local – Onde Você Deve Armazenar Seus Dados? appeared first on Especialista em Servidor Dedicado com Implementações Personalizadas | Qnax.

Cloud vs Servidor Local – Onde Você Deve Armazenar Seus Dados? posted first on your-t1-blog-url

Qual a importância do crossmedia em uma estratégia de marketing?

Este conteúdo apareceu primeiro em : qnax.com.br

A mídia é consumida constantemente pelo público brasileiro em suas mais variadas formas, então, investir nesta forma de comunicação para sua empresa pode alavancar significativamente suas vendas.

Pensando nisso, é imprescindível compreender quais as melhores formas de se conectar com o público utilizando as ferramentas que muitas vezes extrapolam as mídias convencionais.

Algumas estratégias de marketing surgem como novas opções de mercado, mais atualizadas e aproveitando ferramentas que se encaixam com as demandas de um novo tipo de público.

Com o aumento do uso da internet e de redes sociais, as relações entre o consumo de materiais midiáticos acabou se transformando e criando novas formas de transmissão de conteúdo, gerando os termos transmídia e crossmídia.

Qual a diferença entre transmídia e crossmídia?

O primeiro termo identifica aquilo que “ultrapassa a mídia”. Significa que a mensagem será reproduzida em uma série de mídias diferentes, de forma complementar. 

Dessa forma, para conseguir compreender a mensagem em sua totalidade, é necessário consumir todos os tipos de mídia relacionados ao objeto em questão.

Produtos transmídia relacionam seu conteúdo ligando literatura, cinema, televisão e mais recentemente a internet para criar um universo de informações que pode ser consumido parcialmente, mas acaba deixando o contexto da obra incompleto.

Apesar de beber muito da fonte digital, a transmídia não se limita a esses meios, buscando o maior alcance possível dentro de suas competências.

É comum utilizar os mais variados meios em busca de um compreendimento melhor da mensagem que tenta ser passada, com cada nova proposta servindo como apoio para criar uma grande narrativa.

Um painel em ps posicionado estrategicamente em um lugar privilegiado de uma cidade pode iniciar uma campanha muito maior, utilizando diversas ferramentas, por exemplo:

  • Fotografias;
  • Jornais;
  • Revistas;
  • Interação em filmes e séries;
  • Entre outras técnicas. 

Com essas ferramentas, é possível buscar uma identidade singular entre todos os meios de comunicação.

Já o crossmídia entrega o conceito da propagação em massa de uma mensagem, utilizando as várias ferramentas midiáticas para transmitir a mesma informação.

É preciso, entretanto, planejar como a proposta será levada a cada segmento, com o intuito de que todos os consumidores de cada meio específico recebam a mensagem da forma que mais consigam absorver o conteúdo.

Uma arte que esteja sendo distribuída na forma de um adesivo redondo personalizado pode passar a mesma mensagem que uma arte online.

Ademais, o objeto de consumo apresentado por esta arte pode aparecer de forma diferente em canais de televisão ou em outras opções midiáticas, mas é importante que a mensagem permaneça a mesma para que o público consiga se identificar com ela.

O consumidor que assiste TV não é o mesmo que busca ativamente conteúdo pela internet ou que acompanha jornais e revistas.

É importante que se faça um estudo de mercado para compreender a linha de pensamento de cada tipo de cliente, a fim de criar uma campanha que tenha um engajamento e apelo massivo, aproveitando cada experiência para atingir o resultado esperado.

A principal diferença entre as duas formas de transmissão de conteúdo está na consistência do material. 

Enquanto a transmídia depende da comunicação entre cada uma das mídias utilizadas, a crossmedia tem como objetivo alcançar os mais diversos públicos com a mesma mensagem, apenas traduzida para a linguagem que mais alcance os consumidores de cada mídia específica.

Um imã de geladeira em PVC pode ser parte integrante do conteúdo de divulgação de uma campanha crossmídia se ele representar um conteúdo que será espalhado em diversos canais de comunicação.

Mas também pode fazer parte de uma campanha transmídia se houver alguma interação entre o objeto e algum outro elemento da campanha, sendo ambos codependentes para a compreensão da mensagem.

Benefícios das campanhas crossmedia

Apresentação de uma estratégia de marketing.

É importante compreender os motivos que levam uma empresa a optar por este tipo de divulgação hoje em dia, onde a sociedade de consumo está cada vez mais ativa e em constante movimento.

É importante compreender que a identificação é um dos pontos chaves desse tipo de estratégia. Se o cliente, acostumado a acompanhar produtos online, deparar-se com um wobbler display em um estabelecimento físico, ele imediatamente se lembrará da arte que encontrou enquanto fazia uma pesquisa, colocando o produto em questão em evidência.

É muito provável que você encontre um aumento entre o público-alvo do empreendimento, uma vez que o aumento de interatividade, engajamento e alcance da marca são pontos chaves desse tipo de estratégia. 

É importante nesse momento compreender a importância de se conectar aos públicos envolvidos em cada tipo de mídia utilizada na campanha.

Algumas ações podem parecer custosas à primeira vista, mas a estratégia é possível para empresas de qualquer porte, adaptando as ideias de uma campanha de nível nacional e localizando melhor a estratégia de mercado.

Hoje em dia é possível direcionar suas propagandas digitais para o atendimento direto em sua região, que pode ser vinculado a criação de QR Codes interativos dentro da loja física e algumas interações com rádios e jornais locais, criando um sentimento de familiaridade.

Um backdrop portatil pode ser uma excelente ferramenta para participação de eventos e outras atividades públicas na cidade. 

Além de estampar as informações que você deseja passar para os clientes, ele pode conter informações representadas em outras mídias para que o público consiga reconhecer imediatamente seu empreendimento e o tipo de serviço prestado.

Quais mídias utilizar?

Alguns canais de comunicação acabam sendo mais procurados que outros, mas é importante conhecer suas opções para fazer as melhores escolhas na hora de divulgar seu negócio.

Adaptar a campanha crossmedia pode ser um trabalho complexo, mas as vantagens que a estratégia de marketing podem trazer acabam fazendo com que se torne uma ferramenta necessária para ampliar e estabilizar sua empresa.

1. Redes Sociais

As grandes aliadas do crossmedia são sem dúvida as redes sociais. Elas se tornaram nos últimos anos o grande trunfo do marketing digital,  servindo como plataforma para diversas interações.

O poder das redes sociais em levar conteúdo para clientes só aumenta, com um poder de integração entre cada rede cada vez maior. É importante levar em conta os efeitos de cada rede, encontrando a melhor forma de divulgar seus serviços.

Se você trabalha com conserto iphone tela quebrada, o ideal é buscar redes sociais com usuários do aparelho, assim você divulgará seu trabalho para o público correto.

2. Outdoor

Uma das maiores ferramentas de marketing ainda é a visualização direta. Ao optar por anunciar seu serviço em um outdoor, é importante compreender que os textos devem ser sucintos, uma vez que motoristas em veículos não terão muito tempo para ler o conteúdo da propaganda.

Neste caso, o apelo visual faz toda a diferença, contando com o apoio de outras mídias para detalhar o que sua empresa oferece. 

A localização é importante quando pensamos em propagandas através de outdoors. Quanto mais movimentada for a região onde o anúncio se encontra, maior será o apelo que ele irá causar.

Ao oferecer um produto como uma impressora de banner roland, é importante pensar no outdoor como uma ferramenta imediata, mostrando uma imagem do objeto de consumo ou uma chamada que instigue o consumidor a procurar mais em outras fontes, direcionando o cliente para seu negócio.

3. Mídia tradicional

Muitas pessoas ainda consomem televisão, jornais e revistas. Por esse motivo, a propaganda veiculada nestes canais ainda tem um retorno muito positivo. 

Inclusive, a televisão ainda é uma opção que custa muito, portanto é necessário um planejamento financeiro para definir se é a mais adequada das fontes de divulgação

As opções de horário de veiculação são muitas, mas é importante compreender o tipo de público que você alcançará dependendo do período de divulgação escolhido. Então, o ideal é compreender seu público e verificar qual dia e horário se adequa mais a sua necessidade.

Rádio, por outro lado, acaba sendo uma opção mais barata, mas deve ser planejado da mesma forma para atingir o máximo possível de pessoas. 

Horários de maior tráfego de veículos costumam ser picos de audiência em diversos canais de rádio, e uma análise mais aprofundada pode identificar o tipo de programação que atingirá sua clientela, permitindo que você busque o serviço mais assertivo para você.

4. Blogs

A informação é um dos principais chamarizes da internet. Sendo que a maioria das informações encontradas em sites de busca por pessoas ávidas por conhecimento, hoje em dia, são provenientes de blogs.

Estes veículos informativos costumam trabalhar de forma independente, muitas vezes em nichos específicos que alcançam uma maior gama de público especializado.

Investir em propagandas com blogs, normalmente, é uma opção de baixo custo e retorno satisfatório, principalmente se você tem algum tipo de negócio especializado em um nicho.

Criar um blog da empresa também é uma excelente opção de marketing. Neste veículo é possível difundir conhecimento acerca de seu empreendimento, desmistificando muitas informações para potenciais clientes e gerando uma base de relacionamento com seguidores do seu conteúdo.

Considerações finais

Uma empresa transportadora pequenas cargas utilizará diversos canais para difundir seu trabalho, gerando assim uma maior aceitação de público e mais clientes interessados.

Da mesma forma, uma multinacional pode usar isso de forma global para alcançar um grande público.

As campanhas crossmídia podem afetar desde grandes corporações até pequenos negócios, bastando compreender a necessidade de cada empreendimento e elaborando uma boa estratégia de marketing. 

Esse passo é fundamental para compreender onde iniciar sua busca por melhorias no crescimento empresarial.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

The post Qual a importância do crossmedia em uma estratégia de marketing? appeared first on Especialista em Servidor Dedicado com Implementações Personalizadas | Qnax.

Qual a importância do crossmedia em uma estratégia de marketing? posted first on your-t1-blog-url

Como escolher o servidor certo para seu negócio (Servidor Compartilhado, VPS, Cloud ou Dedicado)

Este conteúdo apareceu primeiro em : qnax.com.br

Há muito mais para selecionar o provedor de hospedagem certo para seu servidor compartilhado.

De fato, basear sua decisão aberta no preço é uma receita para o desastre. Ao comparar preços de servidor compartilhado vs VPS e hospedagem dedicada, pode parecer melhor decidir em se inscrever na opção mais barata, certo?

Se você estiver administrando uma empresa de seo por exemplo , não pense em contratar uma hospedagem compartilhada, oferta no máximo R $ 30,00 por mensalidade do site, é uma solução mais econômica para seus negócios, porém não recomendada para negócios maiores.

No entanto, analise com calma, para ter a noção do lucro que terá , em um plano mais robusto como, gerenciamento, desempenho, segurança , configuração e escalabilidade para executar com folga seus negócios. 

Definindo o Servidor Compartilhado, Servidor Privado Virtual e Servidor Dedicado

servidor compartilhado em funcionamento
Servidores dedicados, compartilhados e privados.

Antes de tomar uma decisão informada, primeiro vamos examinar ou entender os seguintes termos: hospedagem compartilhada, VPS e hospedagem de servidor dedicado. Considere o seguinte:

Servidor Compartilhado

O mais básico e mais barato dos níveis de hospedagem. Esses planos permitem que você alugue um espaço no servidor de hospedagem compartilhado, que também hospede muitos outros sites no mesmo servidor ao lado do seu site. Esses planos são soluções mais baratas, com menos desempenho, segurança e flexibilidade.

Hospedagem de Servidor Privado Virtual (VPS)

O servidor virtual privado (VPS) é um cruzamento entre dividido e dedicado. Um servidor físico (também chamado de pai) executa várias habilidades do VPS , às quais é concedido uma parte restrita dos recursos de hardware do servidor pai. Essas informações são alugadas e operam como servidores independentes entre si. Portanto, é necessário contratar um servidor dedicado. Esses planos de preço e alcance disponível, o melhor desempenho e segurança do site de hospedagem compartilhado.

Hospedagem de Servidores Dedicados

Servidores dedicados são exatamente como o nome indica: um servidor único dedicado a você. Todo o hardware que compõe o servidor está sob seu controle. Os Servidores dedicados geralmente compartilham ou têm acesso a servidores dedicados vizinhos em um data center, mas eles não compartilham hardware. Esses planos podem ser mais caros, mas podem usar o melhor desempenho, segurança e flexibilidade.

Cada um desses produtos de hospedagem funciona de maneiras diferentes. Isso significa que cada um terá suas opções e frações sobre os outros.

Vamos comparar hospedagem compartilhada vs VPS versus hospedagem de servidor dedicada por algumas métricas diferentes para saber como obter essa estrutura de camadas. Esta avaliação aplica produtos de qualquer host, não apenas da Qnax .

Atuação

O desempenho é importante . Se você deseja manter seus clientes, precisa fornecer um desempenho de alto nível. Uma pesquisa realizada pela Kissmetrics ( A metade dos usuários da web tende a abandonar o site que não é carregada em menos de 3 segundos. )

Além disso, 79% dos usuários da Web que apresentam problemas com o desempenho do site dizem que não retornam ao site para comprar novamente e cerca de 44% não recomenda a um amigo, “pelo contrário.”

Literalmente, uma diferença de um segundo na velocidade de carregamento da página tem o potencial de perder uma receita dos visitantes frustrados.

Como os três produtos se comparam ao desempenho?

desempenho de um servidor compartilhado
Mo mostrando o desempenho de um servidor compartilhado.

Baixo desempenho – Servidor Compartilhado

Esses planos costumam usar recursos muito incluídos, pois são concedidos apenas uma fração de hardware do sistema available. Um titular de conta de hospedagem compartilhada pode ter seus recursos roubados por outros sites no mesmo servidor, monopolizando os recursos especiais. Uma camada de hospedagem compartilhada é adequada para sites com pouco tráfego e estáticos.

Bom desempenho – Servidor VPS

Os planos VPS estão incluídos pelo hardware disponível atribuído ao plano. Há um imposto de desempenho no hardware para executar uma instalação visualizada. No entanto, esse imposto se torna menor com o tempo e oferece níveis de desempenho mais comparáveis ​​aos servidores dedicados.

Grande desempenho – Servidor Dedicado

O acesso direto ao hardware seleciona as melhores configurações de desempenho possíveis com um servidor dedicado.

Visualize o desempenho: uma analogia da festa em casa

Vamos considerar uma hospedagem compartilhada como seu primeiro apartamento. Um prédio dividido com entradas, corredores, etc … Uma festa em casa no seu pequeno apartamento de dois quartos é muito apertado. Você pode facilmente convidar muitas pessoas e começar a congestionar os corredores com pessoas e barulho que certamente desagradará os outros inquilinos do prédio. O mesmo se aplica ao contrário. Se o seu vizinho faz uma festa em casa, você pode ser impactado pela confusão. Seu apartamento funciona bem, desde que você e os outros inquilinos do seu prédio se respeitam e se comportam.

Continuando uma analogia , agora você mora em um duplex ou condomínio. Isso é mais parecido com o VPS agora. Você e seus vizinhos têm mais espaço e compartilham áreas menos comuns. Agora você ou seu vizinho pode fazer uma festa maior, que pode ser realizada em seu apartamento. No entanto, ainda existem limites e você ainda compartilha áreas comuns, como estacionamento. Seus visitantes provavelmente impactam seus vizinhos, mais nada que atrapalhe tanto. Mas você tem mais liberdade neste espaço e menos provável que seu vizinho seja incomodado pelo seu grupo.

Fechando uma analogia , temos uma verdadeira festa em casa. Hospedagem dedicada é como sua própria casa, com um quintal grande e uma entrada de automóvel extensa. Isso oferece muito espaço para seus amigos e sem chances de você ou uma festa do seu vizinho ficar fora do controle, afetando-se adversamente.

Como você pode ver na analogia, a medida que sua equipe cresce, deve ser levado em conta o nível da sua hospedagem também. Uma parte da analogia é o tráfego do seu site.

Quanto maior o tráfego ou seja o número de visitantes, mais alto será o nível necessário para acomodar as demandas do tráfego.

Considere estas perguntas para identificar os requisitos de hospedagem da sua empresa:

  • Os sites dos seus clientes podem aplicar tráfego pesado ou variável?
  • Você precisa reduzir o tempo de inatividade ou garantir uma disponibilidade alta?
  • Deseja ter controle sobre seu servidor e seu desempenho?

Se nenhum problema parecer importante para você, você pode estar bem no plano de hospedagem compartilhada. Se você respondeu “sim” a qualquer uma das opções acima, considere o VPS ou uma hospedagem dedicada.

Segurança

Ao comparar um servidor compartilhado vs VPS e servidores dedicados, as diferenças ficam claras muito rapidamente.

Você pode arriscar invadir o site de um cliente? Como proprietário de uma empresa, além dos custos de tempo de inatividade e reparos no site de um cliente em que há, sua reputação também é afetada, que é um problema muito mais sério e permanente.

Considere o seguinte resumo de segurança para cada tipo de decisão que seja correta para seus clientes.

Baixa segurança – Servidor Compartilhado

As atividades de outros sites no servidor podem afetar os sites de seus clientes, colocando-os em risco de vírus, pirataria e lista negra. Quanto mais nomes de domínio apontados para o endereço IP do servidor compartilhado, mais vezes ele será direcionado para uma invasão.

Boa segurança – Servidor VPS

Cada usuário ocupa seu próprio espaço, isolado de seus vizinhos com endereços IP independentes. Raramente, um vírus pode ignorar o hipervisor ou pode deixar todos os sites do servidor VPS vulnerável.

Melhor Segurança – Servidor Dedicado

Como você é o único que usa o servidor dedicado, o risco de ataque ou interrupção é mínimo, especialmente se comparado às outras camadas de hospedagem.

Configurabilidade

Essa métrica é um indicador de como o usuário tem controle sobre o servidor e seu ambiente nesse tipo de produto. Isso varia muito entre servidores compartilhados e VPS / dedicados, mas não muito quanto VPS vs dedicado.

Altamente restrito – Servidor Compartilhado

Cada usuário é altamente restrito ao seu próprio ambiente. A customização é limitada para mudanças no nível de superfície, como .htaccess, versões do PHP, Lista Específica de Módulos. Não há acesso a nenhum serviço ou configuração no nível do servidor.

Principalmente irrestrito – Servidor VPS

Existem muito restrições em um VPS. Cada ambiente é separado dos outros servidores e a idade exata como um servidor dedicado com algumas configurações dos limites. O acesso direto ao hardware é uma restrição maior. Isso impede uma execução da emulação de hardware sem VPS e o acesso a dispositivos de armazenamento não conectados à rede.

Irrestrito – Servidor Dedicado

Servidores dedicados podem ser configurados da maneira que você escolher, sem limitações ou restrições do host. O usuário tem acesso direto ao hardware.

Escalabilidade

Uma pontuação de escalabilidade média ou difícil é escalar os limites de recursos do produto. Quanto mais difícil a escalabilidade, menor a pontuação. A versatilidade e o tempo de resposta também desempenham um papel na escala, que diferem entre diferentes hosts da web.

Limitado – Servidor Compartilhado

Não Servidor Compartilhado, o usuário está confinado em um pacote que permite limites de largura de banda, uso de disco e outros fatores, dependente do provedor de hospedagem. Esse pacote pode ser alterado para cima ou para baixo, dependendo do preço, mas o aumento é limitado devido à divisão de recursos entre os usuários compartilhados, ou a força é salva para um novo servidor ou tipo de produto.

Muito alto – Servidor VPS

Os sistemas VPS são extremamente flexíveis em fatores de escala. Eles estão incluídos apenas para o hardware disponível no servidor pai. No entanto, eles geralmente são portáveis ​​entre pais semelhantes, para que possam ser movidos facilmente e com o mínimo de tempo de inatividade e tempo de retorno para aumentar uma escala.

Ilimitados – Servidor Dedicado

Servidores dedicados são aulas pelo hardware físico e espaço em seus chassis. Como as atualizações são sempre possíveis e podem ser digitados, o tempo de inatividade ou o uso é aplicável, atualizações de atualização. As soluções de clustering de servidor e alta disponibilidade podem limitar isso, mas geralmente um preço muito maior.

Preços

Uma métrica mais simples que não deve ser esquecida ao decidir qual plataforma de hospedagem funciona melhor para você é o preço. Os custos resumidos aqui incluem encargos mensais incorretos e custos usados ​​de atualização.

Menor – Servidor Compartilhado

Pacotes de hospedagem compartilhada são muito baratos devido à sua natureza. Os servidores compartilhados costumam apostar na venda excessiva de hardware, o que significa que mais usuários residem no servidor do servidor e podem ser salvos em todos os usuários que usam totalmente ativos. Isso permite que pequenos sites sejam agrupados em sites mais ocupados, incluindo os custos mensais corrigidos para recuperar ou usar o servidor.

Médio a Alto – Servidor VPS

Como soluções VPS existem de várias formas, desde o VPS menor de 2 GB até enormes máquinas de 128 núcleos. Os servidores VPS Pai geralmente são criados com o melhor hardware disponível no momento para oferecer a maior quantidade variável de configurações para os usuários. 

Mais alto – Servidor Dedicado

Sem dúvida, esses servidores usam os custos mais altos, tanto em taxas de recorrentes quanto em atualizações de hardware. Isso é resultado do pagamento direto pelo hardware que você está usando e não remover um conjunto de hardware maior usado nas configurações do VPS.

Engenheiro ou consultor trabalha com um servidor blade sem rack de dados. Trabalhadores de forma eficiente e rápida em datacenter de grandes empresas.

Comparações Diretas

Exame dos benefícios gerais de cada tipo de hospedagem: hospedagem compartilhada vs VPS vs servidor dedicado . No entanto, isso não conta toda a história. Vamos aprofundar um pouco nas comparações de um contra um. 

Hospedagem Compartilhada vs VPS

As configurações de hospedagem compartilhada são um ambiente de servidor único com vários usuários. Como proprietário de um site de hospedagem compartilhada, você pode criar apenas alguns outros usuários no mesmo servidor. Esse modelo depende do bloqueio ou acesso e como permite a todos os usuários, para que eles possam operar apenas no seu ambiente pessoal. No entanto, todas as bibliotecas e binários de softwares são compartilhados entre usuários. Isso não apenas limita o software que uma conta de hospedagem compartilhada tem permissão para uso, mas abre uma porta para possíveis intrusões de outros usuários que podem explorar o sistema.

Por outro lado, o VPS é um ambiente completamente isolado, separado de outros usuários no servidor. Esse ambiente funciona exatamente como um servidor independente. Isso dá ao proprietário a liberdade de instalar e configurar qualquer software necessário sem interferir ou interferir no software instalado no VPS em execução no mesmo servidor pai.

Servidor Dedicado vs VPS

Embora os servidores VPS funcionem de maneira semelhante a servidores dedicados, existem limites. O servidor VPS não tem acesso direto ao hardware no seu servidor pai. Está sendo criado em um ambiente de hardware que impede o funcionamento dos softwares selecionados. Por exemplo, um VPS não pode realizar uma emulação de hardware, pois requer acesso direto ao hardware e é restrito apenas ao servidor pai. Portanto, você não pode emular um VPS dentro de um VPS.

Na parte dessa restrição de hardware, há muito pouco software que um VPS não pode executar. Eles podem até ser configurados para serem comparáveis ​​em desempenho no servidor dedicado que possui hardware correspondente. O grande ponto de venda para o VPS é escalável. Como o ambiente de hardware é emulado, ele pode ser modificado rapidamente e, na maioria dos casos, sem tempo de inatividade. Portanto, se 8 GB de memória no seu VPS não estiver disponível, você poderá atualizar facilmente para 16G sem precisar de remoção de servidor e adicionar fisicamente uma nova RAM. A virtualização não é bacana?

Os servidores dedicados podem literalmente fazer qualquer coisa quando se trata de soluções de hospedagem. São eles que formam uma espinha dorsal de todos os sites ou aplicativos hospedados na Internet. De uma forma ou outra, todos os softwares precisam ser baseados em hardware físico, de modo que realmente não há limite para o que pode ser feito com servidores dedicados.

Você pode usar um servidor dedicado em conjunto com outros servidores dedicados para configurar serviços em cluster ou alta disponibilidade para impedir ou reduzir o tempo de inatividade durante eventos relacionados ao hardware.

Um único servidor dedicado pode ser usado como servidor pai para vários servidores, agora o VPS pode usar emulação de hardware e essas composições, o VPS pode ser movido entre vários servidores configurados de maneira que é possível permitir mais / menos hardware, conforme necessário. Servidores dedicados usam controle total sobre o seu ambiente de hospedagem.

Hospedagem Compartilhada vs Servidor Dedicado

Uma comparação entre hospedagem compartilhada vs hospedagem de servidor dedicado é idêntico a hospedagem compartilhada vs VPS. Servidores dedicados ainda mais controle sobre o ambiente que um VPS, mas os mesmos pontos fortes e fracos. Além disso, os servidores de hospedagem compartilhados geralmente são criados a partir de um servidor dedicado ou cluster de servidores dedicados. Inerentemente, os servidores dedicados têm mais capacidade de dimensionar, executar melhor e fornecer mais proteção. Uma única desvantagem é o preço.

Servidor Dedicado vs VPS vs Hospedagem Compartilhada

Ao considerar hospedagem compartilhada vs VPS x hospedagem de servidor dedicado, cada um se enquadra no seu próprio nicho de casos de uso. Suas diferenças e pontos fortes complementam o uso pretendido.

Hospedagem compartilhada é uma solução de menor custo, menos configurável, menos escalável, menos segura e de menor desempenho. No entanto, funciona bem para pequenas empresas ou usa sem muito orçamento, estudantes e outros usuários que vão desenvolver seu próprio site.

As soluções VPS têm preços moderados em comparação com hospedagem compartilhada ou servidores dedicados. Eles juram com acesso total ao seu próprio ambiente, isolado de outros, ou que aumenta a segurança e reduz o tempo de inatividade potencial dos vizinhos no mesmo servidor. As soluções VPS também são altamente escalonáveis ​​e podem ser atualizadas e rebaixadas conforme necessário, devido ao seu hardware virtualizado. Isso torna-se excelente como ambientes de produção e desenvolvimento e pode abrigar a maioria dos sites e aplicativos enquanto ainda é excelente desempenho.

Servidores dedicados são as principais soluções de hospedagem. Eles podem ser configurados e configurados com maior capacidade possível para atender às necessidades de qualquer site ou produto. Os servidores dedicados podem ser personalizados e permitir acesso ilimitado ao hardware, permitindo tudo no seu servidor dedicado. O preço elevado vem com os melhores níveis possíveis de desempenho, segurança, dimensão e configuração.

Gerenciado x Não gerenciado

Agora, compare três níveis diferentes de hospedagem: hospedagem compartilhada vs VPS versus hospedagem dedicada. Mas, na verdade, existem cinco opções para você escolher.

Embora uma hospedagem compartilhada seja sempre gerenciada (embora sem muitos serviços associados aos planos gerenciados), o VPS e a hospedagem dedicada são oferecidos em dois tipos: Gerenciado ou Não Gerenciado. Isso exige dobra suas opções.

Então … agora como você escolhe?

Tente não subestimar como soluções gerenciadas. A maioria das soluções de hospedagem gerenciada vem com uma estrutura de suporte mais robusta. Os planos mais baratos de hospedagem compartilhada costumam usar o suporte técnico básico, mas não muito acima e além disso. Há um valor imenso no acesso a uma equipe completa de especialistas, como  os seres humanos mais úteis no setor de hospedagem ™  , que ajustam seu servidor específico para identidades criminais de hospedagem e proteção de sites de seus clientes.

A decisão entre hospedagem gerenciada e não gerenciada pode recuperar o quanto você deseja ou pode dedicar ao gerenciamento de seus próprios servidores. Faça as seguintes perguntas para seguir para determinar entre hospedagem gerenciada e não gerenciada:

  • Estou disposto a manter atualizações de software?
  • Estou pronto e apto a usar e aplicar patches de segurança para corrigir vulnerabilidades de software?
  • Posso resolver problemas inesperados?
  • Estou disponível 24/7 no caso de meu site cair repentinamente?

Se esse é um empreendimento que você não pode gerenciar ou não tem uma equipe disponível para acompanhar o seu crescimento, o Hosting Gerenciado é certamente o ideal para você.

Hospedagem não gerenciada

Isso varia de acordo com o provedor, mas a maioria dos casos, os provedores de servidor não gerenciado condiciona pouco ou nenhum esforço na solução de problemas. Eles costumam usar com coisas que estão fora do controle do servidor, como problemas de rede, hardware e energia. Mas você está disponível por conta própria quando trata de configuração, otimização, manutenção de rotina e muito mais.

Hospedagem gerenciada

Os provedores usam uma infinidade de serviços úteis aos seus clientes gerenciados, além daqueles que não são gerenciados pelo cliente. Eles podem prestar assistência fácil, configurar configurações básicas para seu site ou aplicativo. Você pode obter assistência com tarefas como administrador de sistemas, como migrações, dimensionamento, backups, recuperação de desastres, monitoramento, atualizações e manutenção.

Engenheiro informático instalando servidor blade no chassi no datacenter

Comece com o fim em mente

No final, ao decidir entre hospedagem compartilhada x VPS x dedicada, seleciona um provedor de hospedagem que não atenda apenas às necessidades atuais, mas também pode acomodar no futuro. Embora seja fácil ver que hospedagem compartilhada é uma solução mais barata, ela também pode ficar muito mais cara para agências da web a longo prazo.

Tente e lembre-se do velho ditado: “Você recebe ou paga”. É realmente o caso quando trata o serviço de hospedagem que você escolhe.

Cloud VPS

Os servidores VPS de nuvem totalmente gerenciados pelo Qnax estão equipados com otimizações de linha de base incorporadas ao seu modelo. Ao selecionar uma das nossas imagens de servidor totalmente gerenciado, você pode ter certeza de que ele pode ser administrado automaticamente a partir do momento em que é aplicada. Isso torna-se mais rápido e fácil do que nunca colocar em funcionamento nossa infraestrutura em nuvem.

Servidores Dedicados

Os servidores dedicados ao Qnax são compostos pelo melhor hardware do mercado. Estamos trazendo novo hardware e desativando o antigo. Seus servidores dedicados serão construídos com suas especificações para atender às necessidades de seu aplicativo, loja online ou site em crescimento.

Experimente o Cloud VPS ou soluções dedicadas da Qnax

Somos, sem dúvida, os profissionais mais úteis em hospedagem por um motivo. Somos uma empresa especializada, e nossa equipe de colaboradores é composta por profissionais especializados e treinados, para oferecer sempre o melhor atendimento e disponibilizar todos os recursos para superar as expectativas de nossos clientes. Nosso diferencial é uma parceria e transparência com o cliente. Experimente nossas opções de servidor  VPS ou servidor dedicado  para manter a segurança e manter o servidor otimizado para velocidade.

The post Como escolher o servidor certo para seu negócio (Servidor Compartilhado, VPS, Cloud ou Dedicado) appeared first on Especialista em Servidor Dedicado com Implementações Personalizadas | Qnax.

Como escolher o servidor certo para seu negócio (Servidor Compartilhado, VPS, Cloud ou Dedicado) posted first on your-t1-blog-url

[Infográfico]Um guia completo sobre tudo o que você precisa saber sobre computação na nuvem!

Este conteúdo apareceu primeiro em : qnax.com.br

Você sabe o que é cloud computing, ou melhor dizendo em bom português “nuvem na nuvem”?

De forma resumida, a locação na nuvem nada mais é que o uso de serviços e recursos computacionais através da internet.

Aí entra aquela pergunta: “Por que eu preciso saber sobre cloud computing?” – Você já deve ter ouvido falar um pouco sobre os conceitos de “nuvem” no ramo da informática, mas talvez ainda não esteja certo de que essa é uma necessidade real para você e como isso pode melhorar os seus negócios.

Por isso, nós da Qnax – Servidores Dedicados no Brasil trazemos a você esse guia completo sobre tudo aquilo que todas as pessoas devem saber sobre uma nuvem em nuvem: O que é, quais os tipos, os benefícios dessa tecnologia e como você pode fazer para aplicar esse conceito de forma eficiente na sua vida, na empresa em que você trabalha ou no seu negócio.

Quer saber mais?

Continue nesse texto que vamos te contar tudo!

Infográfico explicativo da Computação em Nuvem

O que é Cloud Computing?

Como já dissemos na introdução desse texto, o conceito da nuvem em nuvem pode ser simplificado como sendo o uso de serviços e recursos computacionais por meio da internet.

O conceito de “ nuvem ” é basicamente isso – O conceito de usar a capacidade computacional da máquina, você usará a capacidade, a memória e o processamento de outros servidores que podem estar em praticamente qualquer lugar do globo terrestre.

Falaremos dos benefícios desse tipo de tecnologia um pouco mais adiante num tópico específico para isso, mas já adiantamos para você um deles – Ao usar uma nuvem para armazenar, processar ou executar os seus arquivos, você ganhará muito em fatores como segurança, velocidade e velocidade na diminuição de riscos. Já existe depender simplesmente da sua máquina e no caso dela parar de funcionar todo o setor da sua empresa ser prejudicado por isso? Em 2020 não dá mais né?

Como funciona o conceito de Cloud Computing?

Conceito do cloud computing

Além de saber o que é o Cloud Computing, você deve também querer saber mais sobre o funcionamento dele, certo?

O conceito de fundamentação na nuvem é bastante amplo e já utilizado desde os anos 2000, mas se popularizou nos anos pela melhoria nas condições de infraestrutura na internet e o surgimento de muitas empresas no setor.

O funcionamento básico ocorre da seguinte maneira:

  1. Existe um servidor remoto que irá conectar um dispositivo (ou vários dispositivos) utilizados pelas pessoas e empresas a recursos centralizados – Estes recursos podem ser programas, softwares ou até mesmo hardwares que podem ser utilizados para realizar o armazenamento de dados.
  2. Estes servidores podem estar ligados em praticamente qualquer lugar do mundo – Como a comunicação pela internet é quase instantânea, isso não trará nenhuma diferença no seu uso.
  3. Ao contratar um serviço de nuvem em nuvem, você estará fazendo uma contratação pelo uso de toda esta estrutura, além do suporte e atualizações.

 

Quais são os tipos de arquivo em nuvem?

Apesar do conceito de cloud computing ser bastante específico – A utilização de serviços e recursos por meio da internet, alguns tipos de base na nuvem. Quer saber quais são?

Nuvem Pública – Nuvem Pública

O primeiro tipo de nuvem em nuvem que vamos falar nesse texto é também um uso mais usado – A Nuvem Pública (ou Nuvem Pública).

Ela tem esse nome porque os seus recursos são utilizados por várias pessoas ao mesmo tempo, normalmente com o compartilhamento de dados e informações sendo feitas a todo momento e com a consciência do usuário.

O provedor faz a utilização da internet para deixar os recursos à disposição dos clientes e cada um fará os acessos com os recursos que contrataram no momento do fechamento do negócio.

Esse é o tipo de nuvem mais barato disponível tanto para o consumidor quanto para quem presta o serviço.

É bastante atribuída para aquelas empresas que não podem fazer um investimento maciço em cloud computing ou para aquelas que utilizem para tarefas rotineiras e que não precisem adquirir grandes recursos e sistemas.

 

Nuvem Privada – Nuvem Privada

Este é o tipo mais caro entre os três tipos de nuvens pois envolve uma estrutura mais robusta e mais dedicada à realização de cada tarefa.

As nuvens bloqueadas são definidas de acordo com a necessidade de cada cliente e são sistemas fechados onde só pessoas da sua empresa ou deseja acesso. O compartilhamento de dados e informações é totalmente restrito e controlado .

Esse tipo de serviço só pode ser prestado por empresas que escolhidas de acordo com rígidos padrões de segurança e privacidade de dados . Em caso de empresas europeias, há ainda mais certificações exigidas pela União Europeia quanto ao gerenciamento e gestão dos seus dados.

Este é um tipo de nuvem muito apropriada para negócios que envolvem a utilização de dados particulares – Nisso podemos incluir instituições, governamentais ou que prestem serviços para essas organizações.

Ao prestar serviços para alguns bancos, por exemplo, eles podem exigir que você tenha certificados sobre a segurança dos dados e informações particulares – E isso só será possível com um serviço de servidor em nuvem adequado e numa empresa que preste bem esse serviço ..

Nuvem Híbrida – Nuvem híbrida

Como você já deve estar pensando, essa é uma junção dos dois mundos – nuvem privada e nuvem pública. Por esses motivos, uma nuvem híbrida acaba sendo uma escolha de muitas empresas – Ao unir o público compartilhamento de dados com aplicativos , como o caso da nuvem com a possibilidade de utilização de recursos privados e com segurança reforçada.

Esse tipo de nuvem é atribuído para empresas e instituições queiram receber a computação em nuvem com o melhor custo benefício , sem abrir mão de fatores fundamentais como o sigilo de informações e dados .

 

Tipos de serviços de Cloud Computing

Modelo de Serviços da Computação em nuvem
Modelo de Serviços da Computação em nuvem

Além da categorização em nuvem pública, nuvem privada e nuvem híbrida, uma Cloud Computing pode ser dividida também em tipos de serviços. Por isso mesmo listamos nós abaixo os principais tipos de serviço para que possamos ajudar você a entender qual é o melhor modelo para sua empresa.

Infraestrutura como Serviço (Infraestrutura como serviço – IaaS)

Esse é um modelo que utiliza os recursos de infraestrutura como um serviço na nuvem.

Nesse caso você estará fazendo uso de equipamentos como servidores, datacenters, racks, roteadores e transmissores de informação e dados . Esse tipo de serviço é indicado para empresas que precisem fazer bastante transmissão de dados e informações, bem como o armazenamento de dados em servidores na nuvem.

Os custos desse tipo de produto variam de acordo com a capacidade necessária – Se você precisar fazer muito armazenamento e muita transmissão de dados é justo que você pague mais por isso. Entretanto, como falaremos um pouco mais abaixo nesse texto, os custos ao contratar um serviço de nuvem servindo são bem menores do que se você mantivesse esses equipamentos ligados diretamente na sua empresa.

Entre as vantagens desse modelo está o fato de que não é necessário contratar uma franquia de maneira específica – Você pode usar tudo de acordo com a demanda da sua empresa, sem haver prejuízos em meses de menos utilização ou altos custos de expansão em caso de aumento repentino da capacidade.

Em resumo, você só gosta pela capacidade que você ou a sua empresa consumirem.

 

Plataforma como serviço (Platform as a Service – PaaS)

Por outro lado, a utilização do sistema de “ Plataforma como Serviço ” funciona de maneira diferente, onde você utiliza as plataformas da empresa de computação em nuvem para realizar o aprimoramento e modificações dos seus sites, softwares e aplicativos.

Nessas plataformas incluem-se sistemas operacionais, recursos para gerenciamento de sistemas, serviços de Business Intelligence (BI), entre outros.

Um exemplo das vantagens do uso das “Plataformas como Serviço” podem ser mostradas da seguinte forma:

Imagine que você tem um site ou aplicativo e acaba perdendo muito da sua produtividade através da resolução de problemas referentes à gestão administrativa, atualizações, correções e manutenções periódicas.

Ao terceirizar essas tarefas repetitivas para as plataformas de computação em nuvem é bem provável que você consiga ter um ganho enorme em agilidade, além de uma redução de custos.

Se você usar um serviço de plataforma como serviço, você ainda terá um aumento incrível com relação à produtividade de sua empresa, pois ela passará a gerenciar e se concentrar apenas no fato importante, deixando de lado questões secundárias.

Software como serviço (Software as a Service – SaaS)

Por fim, o terceiro tipo de serviço existente na nuvem é o Software como serviço. Esta modalidade permite a utilização de recursos de software de maneira on-line sem que eles obriguem a instalar na máquina (e às vezes até mesmo sem a necessidade de compra de uma licença definitiva).

Neste caso, você pode utilizar dos softwares mesmo que o seu computador pessoal não tenha uma capacidade computacional para realizar tais tarefas.

Existem casos de softwares de engenharia, por exemplo, extremamente pesados ​​devido aos recursos gráficos e cálculos avançados base nesse tipo de programa.

Nesses casos, o que muitas empresas do setor têm feito de maneira inteligente é fornecer a utilização de seus servidores para a realização de algumas tarefas mais complexas e pesadas.

Ao fazerem isso, elas trazem maior facilidade ao usuário (que não precisa de computadores robustos para trabalhar) e ao mesmo tempo ganham novas possibilidades de renda ao cobrarem um valor para que os servidores façam esse trabalho por você.

Quais são os principais benefícios do Cloud Computing

Imagem explicativa dos benefícios de uma computação na nuvem .

Como já citamos, a fator em nuvem já é hoje uma realidade e trabalhar com eles cada vez mais têm-se tornado muito mais que vantagem, mas também uma necessidade de adaptação a novos tempos.

Entre os fatores-chave que podem ser destacados como bons benefícios desse modelo da computação em nuvem, podemos destacar os seguintes:

  • Aumento na segurança
  • Melhoria no desempenho
  • Redução de Custos de Expansão
  • Redução dos Custos de Manutenção
  • Diminuição do uso de espaço físico
  • Aumento da Eficiência
  • Maior liberdade geográfica
  • Flexibilidade na gestão dos recursos

 

Falaremos um poucos sobre essas vantagens de forma mais detalhada nos itens abaixo:

Aumento na Segurança

Um dos principais fatores levados em consideração pelas pessoas que pretendem contratar um serviço de computação em nuvem certamente é o aumento da segurança.

Essa segurança pode ser tanto do ponto de vista do armazenamento de dados (que estava alocados em mais de um servidor para que existam cópias de segurança e você não perca os seus dados) quanto de outros fatores como as proteções contra cibernéticos.

Pelo fato de lidarem o tempo todo com arquivos de clientes e estas muitas vezes sejam confidenciais ou extremamente importantes ou urgentes, como empresas que prestam serviços de base na nuvem num geral são bastante preparadas para a contenção de dados cibernéticos , evitando-se assim como fatores como roubo de dados, espionagem e invasão de sistemas tecnológicos particulares.

 

Melhoria no desempenho

Outro fator que é bastante levado em consideração no momento da contratação de serviços de computação em nuvem é uma melhoria no desempenho em relação ao modelo computacional tradicional.

Por promoverem a utilização de máquinas preparadas e construídas com essa base, a tecer em nuvem faz com que os processos sejam feitos de maneira podem mais rápida e eficiente – O que depende do setor e da empresa aumentar e muito a produtividade.

Se você ainda tem um servidor físico na sua empresa, deve considerar de forma importante sobre os riscos que você corre ao utilizar-lo e além disso no tempo que você pode estar gastando sem necessidade com as tarefas que um computador deve fazer para você.

Redução de custos de expansão

Se você é gestor de algum negócio – Seja ele físico ou on-line, já deve ter passado pela seguinte situação.

“Preciso expandir a capacidade da minha empresa, mas não tenho dinheiro para investir em máquinas que não são prioritárias à atividade-fim dela.”

Felizmente, esse é mais um fator que o uso da nuvem pode trazer soluções para o seu negócio.

Por que você deveria comprar mais máquinas e servidores, se pode simplesmente fazer uma migração de plano na empresa que você contratou para esta especial?

Além da economia financeira que esse tipo de estratégia pode fazer no seu negócio, não podemos esquecer de um outro benefício…

Custos de manutenção? Esqueça!

Como dizia o Julius de “Everybody odeia Chris”: “Se eu não comprar, o desconto é maior”.

Da mesma forma, adaptar podemos esse conceito para a computação em nuvem: “Se eu não tiver um servidor físico, o custo é menor” .

As manutenções e atualizações dos sistemas normalmente já estão inclusas no pacote e ficam a cargo da empresa de cloud server que você contratou – Ou seja, esses custos são boas opções do que você pode tirar da linha de despesas do balancete mensal ou anual da sua empresa …

Diminuição do uso de espaço físico

Assim como eu, você sabe – O m² de terrenos e edificações – sobretudo em grandes cidades – está cada vez mais caro e adquiri-los (ou alugá-los) traz custos cada vez mais consideráveis ​​na hora de fazer uma análise “na ponta do lápis ”.

Se você precisar ter um espaço dentro da sua empresa dedicado exclusivamente para abrigar os seus servidores e máquinas, você terá um custo e uma ociosidade de espaço importante.

Além disso, terá custos constantes com a manutenção, refrigeração e limpeza do espaço.

Sendo assim, talvez seja hora daquele “cômodo dos servidores” ser substituído por um servidor de nuvem e assim você ganhar um espaço dentro do seu próprio imóvel para utilizá-lo em outras coisas mais importantes no momento.

Liberdade Geográfica

Mais um dos fatores em que a computação em nuvem ganha de lavada dos modelos anteriores – Pelo fato de estarem longe de você, mas perdida com o uso da internet, você pode ter o acesso aos dados e informações de forma muito mais prática e tranquila .

Isso pode facilitar também o trabalho remoto (ou home office) que ganhou bastante espaço pelas necessidades trazidas na pandemia de Covid-19.

Muitas empresas acabaram tendo que reformular a forma de trabalho nesses tempos e muitas das funções só puderam ser exercidas em home-office devido ao uso de bons servidores em nuvem.

Traz flexibilidade na gestão dos recursos

A eficiente gestão dos recursos em qualquer empresa mostra-se cada vez mais como uma importante

Concluindo … O Cloud Computing traz um excelente ganho de eficiência para sua empresa.

É claro que todos os itens anteriores serão sintetizados em uma palavra muito buscada pelos gestores: eficiência .

A eficiência geral trazida pela utilização da computação em nuvem é muito grande pois permite que sua empresa utilize as estruturas otimizadas de outras empresas e a sua responsável por fazer apenas o trabalho ao qual se propõe.

Com servidores em nuvem você pode economizar em tempo, espaço e dinheiro – Ou seja, não há porquê de não contratar um serviço de computação em nuvem.

 

Nuvem no brasil

A utilização de serviços de nuvem no Brasil já é bastante satisfatória, mas ainda há algumas dúvidas importantes quanto aos serviços que você pode contratar de empresas brasileiras com data centers adquiridos no Brasil – isso trará muita segurança e maior conhecimento para você 🙂

Nós, da Qnax estamos prontos para oferecer a você diversos produtos que vão atender às expectativas do seu negócio a um preço justo e com o melhor suporte que você irá encontrar no mercado.

 

Serviços de nuvem prestados pela Qnax

INCOMPARÁVEIS!

Os nossos planos de nuvem VPS (Nuvem Privada), são para você e para a sua empresa os melhores recursos e o melhor desempenho, entregando a você a melhor relação custo-benefício na melhor infraestrutura do Brasil

 

Fornecemos uma virtualização de alta performance para plataformas Linux ou Windows Server . Temos um Data Center no Brasil, em São Paulo e com preço acessível.

 

Confira alguns de nossos produtos e preços:

Nuvem 1 – Por R $ 69,95 / mês você tem acesso a:

CPU Intel Xeon

1GB Memória Ram

50GB Espaço SSD

Painel de Controle

1 Gbps de Uplink

Tráfego ilimitado

IPv4 e IPv6 Dedicado

Ativação Imediata

CLOUD 2 – Com R $ 99,95 por mês você tem acesso a

2 vCPU Intel Xeon

2 GB Memória Ram

50 GB Espaço SSD

Painel de Controle

1 Gbps de Uplink

Tráfego Ilimitado

IPv4 e IPv6 Dedicado

Nuvem 3 – Com R $ 159,95 por mês você tem acesso a:

2 vCPU Intel Xeon

2 GB Memória Ram

50 GB Espaço SSD

Painel de Controle

1 Gbps de Uplink

Tráfego Ilimitado

IPv4 e IPv6 Dedicado

Ativação imediata

Nuvem 4 – Com R $ 269,95 por mês você tem acesso a:

4 vCPU Intel Xeon

8 GB Memória Ram

50 GB Espaço SSD

Painel de Controle

1 Gbps de Uplink

Tráfego Ilimitado

IPv4 e IPv6 Dedicado

Ativação imediata

Em todos os casos, o licenciamento do Windows Server Standard já está incluído no plano.

Estes planos não são indicados para plataformas de negociação 

Caso este seja um produto de interesse para você recomendamos o Cloud Trader, que você pode conhecer clicar AQUI [ https://qnax.com.br/cloud-trading ]

 

Planos Avançados

Se estes recursos ainda são pouco para você, você pode contratar ainda mais capacidade e completar a ativação em até 24h. Estes são os nossos planos avançados : [SE CONSEGUIREM SUGIRO QUE ADICIONEM ESSA PARTE DA INTERFACE NO POST, ACREDITO QUE FACILITARIA MUITO PARA A PESSOA QUE ESTEJA EM BUSCA DE ALGO A MAIS]

Gostou do conteúdo? Conte pra gente nos comentários e nas nossas redes sociais: qual é a sua maior dúvida quando você pensa em nuvem e servidores dedicados? Quem sabe nosso próximo post não resolve a sua dúvida, hein?

 

Veja também :

Servidor Avançado do Free Fire: e algumas atualizações

GUIA COMPLETO : Como Escolher um Provedor e Como Acessar seu Servidor de Cloud

 

 

 

The post [Infográfico]Um guia completo sobre tudo o que você precisa saber sobre computação na nuvem! appeared first on Especialista em Servidor Dedicado com Implementações Personalizadas | Qnax.

[Infográfico]Um guia completo sobre tudo o que você precisa saber sobre computação na nuvem! posted first on your-t1-blog-url

Minha Redes Sociais

 A Qnax é uma empresa de Servidor, que oferece uma alta performance, com o propósito de parceria com o cliente!

Atuando no mercado há mais de 15 anos

Somos uma empresa dinâmica, e nossa equipe de colaboradores é composta por profissionais especializados e constantemente treinados, para oferecer sempre o melhor atendimento e disponibilizar todos os recursos para superar as expectativas de nossos clientes. Nosso diferencial é a parceria e transparência com o cliente.

NOSSAS REDES

15 Dicas Para Ajudá-lo A Obter A Melhor Hospedagem Na Web

 

Muitas empresas de hospedagem Web oferecem Add-ons para seus serviços, mas alguns desses recursos geralmente mudam de host para host. Quando você estiver comparando os hosts da Web, certifique-se de que você está comparando o nível de serviço que inclui o recurso específico que você precisa.

1- Escolha um Web host que não tenha muitas interrupções. Não dê ouvidos às desculpas deles! Qualquer empresa que faz desculpas para interrupções longas. O tempo de inatividade freqüente demonstra um modelo de negócios deficiente, portanto, não se compromete com essa empresa.

2- Olhe para os hosts de backup se você não gosta de aspectos específicos de um host da Web. Se você decidir que não pode lidar com os problemas com o seu serviço, você pode encontrar outro hospedeiro e mover-se rapidamente.

3- Quando você está procurando um lugar para hospedar um site, escolha uma empresa que reside onde seu público-alvo está localizado. Por exemplo, se você quiser vender coisas para as pessoas na Irlanda, o Web Hosting Data Center para o seu site também deve ser na França.

4- Escolha pagamentos mensais em vez de montantes fixos de uma só vez ao negociar com um ano inteiro. Você não tem nenhuma maneira de saber o que seu negócio) será um ano a partir de agora. Se o seu anfitrião vai para baixo ou se o seu negócio decolar, você pode perder qualquer pagamento de hospedagem que você fez.

Se você está se esforçando para um site que é seguro, procure por certificados de servidor seguro.

5- Tenha cuidado com os pacotes de hospedagem Web com serviços ilimitados. Por exemplo, se um host tem espaço em disco ilimitado, a advertência pode ser que nem todos os tipos de arquivo estão incluídos.

6- Tente encontrar um host online que tenha um cPanel. Um cPanel é bastante amigável e torna simples para você adicionar aplicativos comuns ao seu site. As aplicações oferecem alta funcionalidade e fácil navegação. Ele também torna o gerenciamento de gestão do seu site muito mais eficiente.

Se é importante para o seu site para ter vários e-mails, pedir Web Hosting provedores sobre os formatos de e-mail que permitem. Você geralmente vai querer um serviço de hospedagem Web que utiliza POP 3.

7- Mudar para o uso de um servidor dedicado pode ajudar a atender seus requisitos de hospedagem na Web. Eles fornecem níveis mais altos de segurança, maior largura de banda e capacidade de armazenamento ideal. Isso permite que seus clientes obtenham uma experiência de primeira linha durante sua visita ao seu site. Lembre-se, se seus clientes estão satisfeitos, eles vão voltar.

8- Se, por algum motivo, você ainda estiver usando dial-up; Você não deve tentar hospedar seu próprio site. Você vai precisar de uma conexão rápida e confiável para hospedagem. Dial-up resultará em um monte de atraso e tempo de inatividade para o seu domínio, o que significa perder dinheiro e clientes.

9- Olhe para o fundo da empresa de hospedagem antes de selecioná-lo como seu anfitrião. Certifique-se de que esta empresa é experiente e que eles têm um histórico de sucesso. Você quer garantir que eles não vão sair do negócio quando você usa seus serviços.Uma boa comunicação é fundamental ao escolher um bom anfitrião. Você precisa de um host que interaja com seus usuários e forneça informações sobre quaisquer atualizações ou quando ocorrer tempo de inatividade e manutenção. Você vai querer ter a opção de falar com eles, se você precisar de ajuda.

10- Alguns serviços de hospedagem Web oferecem reembolsos sempre que seu site está para baixo. Você deve olhar para a solução de hospedagem Web que oferecem serviços confiáveis sobre reembolsos para o tempo de inatividade.

11- Veja se um acolhimento de correia fotorreceptora em perspectiva é uma partida nova ou foi estabelecido. UMA empresa com um histórico mais longo de operações é geralmente oferecer um melhor apoio. Se você tiver um problema, essas empresas são mais propensos a ter os recursos necessários para lidar com ele. Quanto mais comum o problema é, possivelmente, mesmo sem o seu conhecimento. Isso irá salvá-lo de lidar com o suporte ao cliente inexperiente que normalmente é encontrado em empresas mais recentes.

Se você achar que é difícil se familiarizar com o painel de controle, procure algo mais simples.

12- Olhe em linha para diretórios e comparações de companhias de acolhimento da correia fotorreceptora. Você encontrará todos os anfitriões disponíveis que cumprem suas necessidades particulares quando vem aos preços, às características e ao tamanho. Ao fazer isso, você pode olhar para os preços de todos eles, e, em seguida, comparar os comentários e ver o que é certo para você.Que tipo de acesso ao servidor o seu Web host fornece? Alguns usarão um painel de controle simples, enquanto outros têm um tipo complexo de acesso ao servidor. Um site simples pode ser hospedado com nada mais do que cPanel, mas um site complexo requer pelo menos acesso FTP e às vezes SSH.

Se você está pensando em executar um negócio fora de seu site, tempo de inatividade significará perdas.

13- Procure algumas avaliações de consumidores para quaisquer serviços de hospedagem web que você esteja considerando antes de assinar um contrato. Os clientes gostam de postar comentários sobre serviços online que são experiências muito boas ou muito ruins.

14- Se você planeja manter o nome de domínio do seu site por um longo tempo, você deve abster-se de registrá-lo através de seu host. Embora possa ser conveniente, você pode arriscar a propriedade do nome de domínio se algo imprevisto acontecer com seu host ou seu relacionamento com eles. Use um site como GoDaddy.com para o domínio.

Alguns anfitriões são incapazes de acomodar este pedido, por exemplo) e você terá que comprar um novo domínio quando você se move.

15- Certifique-se de fazer a lição de casa em qualquer empresa que você possa estar considerando para hospedar seu site. Assim como você faria para qualquer outra grande compra, faça sua pesquisa antes de gastar dinheiro em um host web. Você pode encontrar taxas ou regras ocultas que significam que há certos problemas com seu serviço que podem ser disjuntores de acordo.

Certifique-se de que qualquer host da web é confiável.

Como as informações mencionadas, nem sempre é uma boa idéia se concentrar em custos quando você está escolhendo um host web. Se os clientes não conseguirem chegar ao seu site, sua empresa precisa ser acessível em todos os momentos. Se você quiser ser bem sucedido on-line, você vai perder rapidamente seus clientes e, em seguida, o seu negócio. Aplique as dicas que você acabou de ler para evitar tomar decisões ruins quando eles se propuseram a escolher um host.

Links extras : 

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora